Rinoplastia na correção de acidentes faciais: conheça esse procedimento

Tempo de leitura: 3 minutos

Fraturas de nariz são bastante comuns e infelizmente, acidentes nessa região não são raros. Por ser a parte mais exposta do rosto, qualquer acidente envolvendo essa parte do corpo pode causar lesões no nariz. Lutas, acidentes ou esportes podem levar a essa situação. Além de forte dor, a nariz pode ficar com alguma imperfeição ou deformidade. Se o trauma for muito profundo, a rinoplastia traumática pode ser indicada.

Rinoplastia na correção de acidentes: uma luz para a harmonização do nariz

Como dito acima, o nariz pode sofrer diversas lesões. Entre os traumas mais frequentes estão: queimaduras, acidentes automobilísticos e violência interpessoal. O atendimento a pessoas que sofreram algum tipo desses problemas deve ser inicialmente multidisciplinar envolvendo cirurgia geral, neurocirurgia, ortopedia e cirurgia plástica. Entenda mais sobre a rinoplastia traumática na correção de acidentes:

A importância da rinoplastia pós traumática

Após determinar o tipo e extensão da fratura, são determinados os procedimentos a serem realizados na correção do nariz. Em geral, devido aos danos estruturais, esta operação estará associada não apenas a questões estéticas. Será considerada cuidadosamente a forma, observando as características do rosto e do nariz do paciente antes da lesão. 

 

Danos estruturais do nariz, principalmente desvio septal, devem ser meticulosamente identificados e reparados. A rinoplastia pode ser combinada com a septoplastia para corrigir danos internos e funcionais. A maioria das fraturas é tratada com uma operação fechada, onde o osso é reposicionado com uma pinça especial. Em casos mais raros, com fraturas muito pequenas e alguns casos selecionados, uma cirurgia aberta é realizada.

Diferença entre rinoplastia estética e pós-traumática

Na rinoplastia pós-traumática, o especialista de rinoplastia age sobre uma área que já foi lesionada. Muitas vezes, ele precisa corrigir a estética e a funcionalidade do local juntamente, para atingir os resultados desejados. Já na rinoplastia estética, não é preciso lidar com distúrbios funcionais.

Melhora da autoestima

No geral, felicidade, um bom senso de auto imagem e saber que as pessoas com quem você vive consideram o paciente atraentes são fundamentais. Além disso, existe uma tendência inconsciente na sociedade de se conformar a certos padrões, a fim de facilitar o alcance de oportunidades e relacionamentos pessoais. 

Muitas vezes, uma melhora na autoestima é observada em pacientes submetidos à rinoplastia. Dizem que se sentem mais bonitas e seguras, o que altera o funcionamento do seu corpo, por exemplo, respostas fisiológicas, dando uma resposta positiva à autoestima.

Conte com Dr. Iran Sanches

A rinoplastia é um dos tratamentos mais procurados por pessoas ao redor do mundo, mas muitas pessoas consideram essa cirurgia apenas para melhorar a aparência e não sabem que realizá-la traz muitos benefícios funcionais.

 

Especialista em rinoplastia, Dr. Iran Sanches atua há diversos anos harmonizando o rosto de pacientes da melhor forma e de acordo com as diretrizes. Utilizando as melhores técnicas, cada caso é único e deve ser avaliado pelo especialista. Aproveite para entrar em contato e conhecer mais sobre o doutor e os métodos disponíveis de rinoplastia pós traumática.

Cirurgias Faciais, Cirurgias Corporais e Procedimentos Estéticos - Dr. Iran Sanches

CRM – 64705
Cirurgia Geral RQE – nº 13043
Cirurgia Plastica RQE –  nº 13401

Especialista em Rinoplastia e Cirurgia Plástica
Formado em Medicina em 1987 pela Universidade Federal do Paraná, concluiu residência de Cirurgia Geral credenciada e reconhecida pelo MEC em 1989 e em Cirurgia Plástica em 1992, reconhecida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Já em 1992 foi aprovado em exames de provas e de curriculum, tendo recebido Título de Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, registrado pelo CREMESP, e pelo Conselho Federal de Medicina.

Em 1996 realizou curso de Cirurgia Plástica na New York University e no Manhattan Eye, Ear & Throat Hospital.
Em 2003 cursos no Mount Vernon Hospital, Northwood e no St. Thomas Hospital em Londres. Em 2012 no Lenox Hill Hospital em NY fellowship em cirurgia facial e foco em rinoplastia. Complementação da formação no Langone Medical Center da New York University.

Em 2016 ascensão a Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, com a apresentação do trabalho “Rinoplastia: Uma análise retrospectiva”. Esse trabalho científico é baseado na análise de 775 pacientes submetidos a Rinoplastia, entre 1993 e 2015, revelando importantes aspectos dessa casuística.

Anatomista convidado para ministrar vários cursos no MARC (Miami Anatomical Research Center) em anatomia associada a cirurgia facial e procedimentos faciais minimamente invasivos.

Participando com frequência de congressos científicos nacionais e internacionais, se mantem sempre atualizado com as últimas técnicas e procedimentos em Cirurgia Plástica, para proporcionar o melhor tratamento aos pacientes, sempre dentro de altos critérios ético-científicos.