Qual a idade indicada para fazer rinoplastia?

Tempo de leitura: 2 minutos

A cirurgia de rinoplastia pode ser indicada para os casos em que o paciente demonstra insatisfação estética como a forma e tamanho do nariz. Isso pode englobar dorso nasal elevado, ponta caída, falta de definição da mesma, alteração da cartilagens, assimetrias nasais.

No entanto, não é apenas o fator estético que é levado em consideração pelo médico. Afinal, como todos os procedimentos cirúrgicos, é algo sério e deve ser conversado de forma clara com o paciente. Caso do paciente seja menor de idade, tudo deve ser esclarecido com a presença de um responsável legal.

Adolescentes podem se submeter a rinoplastia?

Os adolescentes, principalmente a nova geração, são muito ligados a redes sociais. Com a divulgação diária de suas fotos, as famosas selfies, são geradas comparações e insatisfações com o próprio corpo.

No caso da rinoplastia, a idade mínima recomendada é em média após os 15 anos para as meninas e após os 17 anos para os meninos. As meninas se desenvolvem mais rapidamente, por essa a cirurgia de rinoplastia pode ser indicada para os pacientes do sexo feminino um pouco antes.

Com exceção dos casos em que o adolescente tenha sofrido algum acidente e realize a cirurgia indicada por essa razão, sem restrição etária. Não existe idade máxima para realizar a cirurgia de rinoplastia.

Considera-se que até os 15 anos de idade os ossos do crânio ainda estão se desenvolvendo, assim como demais partes do corpo, como o nariz. Conforme a pessoa envelhece, todas as estruturas do corpo também envelhece e as técnicas mudam dependendo da necessidade do caso do paciente.

Em pacientes de idade mais avançada, pode ser maior a necessidade de estruturação do nariz. Já em pacientes jovens, as cartilagens podem ter um mau-posicionamento, necessitando que o médico as redirecione na cirurgia. O ideal é sempre passar em consulta com um profissional sério, capacitado, especialista em rinoplastia, membro da Sociedade Brasileira de cirurgia Plástica.

O cirurgião sempre se pautará nas características físicas, de etnia, e demais particularidades do paciente, cada resultado é único. Sempre visando a harmonia do rosto e a estética do nariz, a satisfação do paciente com o resultado e um bom funcionamento do nariz, caso a rinoplastia seja acompanhada de correção de algum problema respiratório.

São passados exames pré-operatórios que comprovem a saúde, não apenas para menores de idade, mas para todos os pacientes. Além disso, recomendações, conversas francas com os pais ou responsáveis e com o paciente para que as expectativas possam se alinhar com as possibilidades reais da cirurgia.

O dr Iran Sanches é especialista em rinoplastia, com experiência internacional de muitos anos em cirurgia plástica e foco em rinoplastia. Entre em contato com nossa equipe e agende um horário, estamos à sua disposição!

Cirurgias Faciais, Cirurgias Corporais e Procedimentos Estéticos - Dr. Iran Sanches

CRM – 64705
Cirurgia Geral RQE – nº 13043
Cirurgia Plastica RQE –  nº 13401

Especialista em Rinoplastia e Cirurgia Plástica
Formado em Medicina em 1987 pela Universidade Federal do Paraná, concluiu residência de Cirurgia Geral credenciada e reconhecida pelo MEC em 1989 e em Cirurgia Plástica em 1992, reconhecida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Já em 1992 foi aprovado em exames de provas e de curriculum, tendo recebido Título de Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, registrado pelo CREMESP, e pelo Conselho Federal de Medicina.

Em 1996 realizou curso de Cirurgia Plástica na New York University e no Manhattan Eye, Ear & Throat Hospital.
Em 2003 cursos no Mount Vernon Hospital, Northwood e no St. Thomas Hospital em Londres. Em 2012 no Lenox Hill Hospital em NY fellowship em cirurgia facial e foco em rinoplastia. Complementação da formação no Langone Medical Center da New York University.

Em 2016 ascensão a Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, com a apresentação do trabalho “Rinoplastia: Uma análise retrospectiva”. Esse trabalho científico é baseado na análise de 775 pacientes submetidos a Rinoplastia, entre 1993 e 2015, revelando importantes aspectos dessa casuística.

Anatomista convidado para ministrar vários cursos no MARC (Miami Anatomical Research Center) em anatomia associada a cirurgia facial e procedimentos faciais minimamente invasivos.

Participando com frequência de congressos científicos nacionais e internacionais, se mantem sempre atualizado com as últimas técnicas e procedimentos em Cirurgia Plástica, para proporcionar o melhor tratamento aos pacientes, sempre dentro de altos critérios ético-científicos.