Prótese de Mama

Insatisfações com a forma física são muito comuns, para as mulheres por exemplo, o tamanho e forma dos seios pode gerar insegurança. A cirurgia de inclusão de prótese nos seios ainda é uma das mais buscadas em todo o mundo, ela resgata a autoestima da mulher e sua feminilidade. A inclusão de prótese de mama pode corrigir imperfeições estéticas ou ser indicada para fins terapêuticos. Conheça mais sobre a prótese de mama!

Médico demonstrando na mulher o desenho da protese de mama

O que é?

A prótese é um implante que pode ser inserido nas mamas, glúteos e outras regiões do corpo, para um aumento de volume na região escolhida. Com relação à prótese de mama, ela tem finalidades terapêuticas, estéticas ou ambas.

A prótese de mamas corrige a forma decorrente da retirada das mamas por questões de saúde, mas também melhora proporções e contornos do corpo, para uma silhueta mais harmônica e alinhada com o desejo da paciente.

Como é feita a inclusão da prótese de mama?

Será realizada uma incisão (corte), que pode ser feita nas axilas, embaixo das mamas ou pela aréola, em seguida, a prótese será inserida abaixo da glândula ou músculo, o cirurgião plástico definirá qual a melhor técnica a ser seguida.

Existem 3 tipos de próteses:

Prótese cônica: ela tem um aspecto mais pontudo, o que faz com que a mama seja projetada para frente, nesse caso, o resultado pode não ser tão natural.

Prótese arredondada: como o próprio nome diz, tem o formato arredondado, é um formato mais comum, deixa o colo bem desenhado.

Prótese anatômica: o volume se concentra na parte de baixo dando um formato de gota, fazendo o aumento da mama de uma forma mais natural.

Sim. A cirurgia de inclusão de prótese pode ser feita através das axilas, aréola ou embaixo das mamas, neste último caso, as cicatrizes formam um T invertido. A incisão sempre deixará cicatrizes nas pacientes, o resultado final dessas cicatrizes dependerá muito do organismo de cada paciente.

 Este processo de cicatrização pode demorar até um ano e meio para se finalizar. No início as cicatrizes são bem espessas e escuras, mas com o passar dos meses, elas vão ficando mais claras e finas.  

Como dito acima cada paciente reage de uma forma, portanto sempre é válido ressaltar a importância de buscar um cirurgião plástico com muita experiência no procedimento e que passe segurança para a paciente.

Pacientes que tem uma pré-disposição a ter queloides, devem se atentar mais quando se trata de cirurgias estéticas, pois a probabilidade é maior de ter problemas com a cicatrização.

Sim, devemos ressaltar que toda inclusão de prótese tem prazo de validade e deve ser acompanhada com cuidado a partir de 10 anos. Em alguns casos pode acontecer endurecimento das mamas, dor ou deformidade, nessas situações a prótese deve ser trocada o mais rápido possível.

A cirurgia de inclusão de prótese tem em média a duração de duas horas. Após os primeiros três meses, a paciente terá uma definição melhor do resultado da cirurgia e do formato das mamas.

A escolha da prótese de mama leva em consideração o biótipo, toda estrutura do corpo e ossos da paciente, sua altura, formato natural dos seios, medidas entre tronco e quadril e medidas do tórax.

O cirurgião plástico irá orientar a paciente a escolher a que melhor atenda suas expetativas e esteja alinhada com o que irá lhe proporcionar os melhores resultados em harmonia e beleza.

As próteses são implantadas de maneira a preservar os dutos para a amamentação, ou seja, a cirurgia não impedirá a paciente de amamentar. O que devemos levar em consideração, é que a gestação pode ocasionar o aumento da mama para a produção do leite e com isso, atrapalhar o resultado final da colocação da prótese.

O cirurgião plástico irá orientar a paciente a escolher a que melhor atenda suas expetativas e esteja alinhada com o que irá lhe proporcionar os melhores resultados em harmonia e beleza.

Após a cirurgia, a paciente irá usar sutiã cirúrgico por pelo menos um mês, dentro desse período é recomendado evitar algumas atividades, como levantar peso, deitar-se de bruços, elevar muito os braços ou realizar movimentos muito abruptos. 

Quanto a exercícios físicos e exposição ao sol, a paciente deve seguir as orientações do cirurgião plástico para alinhar qual prazo de repouso, mas devem ser evitados, principalmente nas duas primeiras semanas após o procedimento.

Siga-nos nos Instagram: