Mamoplastia Redutora

A mamoplastia redutora é a cirurgia indicada para reduzir o volume excessivo das mamas, por razões estéticas e de melhora na qualidade de vida. Esse procedimento promove grandes benefícios para a paciente, principalmente para as mais jovens, resolvendo as principais queixas, que vão desde dores nas costas, problemas de postura a insatisfação com a aparência. Conheça mais sobre a mamoplastia redutora!

Mamoplastia redutora

O que é?

É o procedimento cirúrgico de maior indicação para redução de mamas e um dos mais procurados no Brasil. A mamoplastia redutora é indicada para as pacientes que sofrem com incômodos decorrentes das mamas muito volumosas. 

Quais os benefícios da mamoplastia redutora?

Esse desconforto em razão do tamanho e enorme peso das mamas pode ocasionar dores nas costas, pescoço e ombros, sobretudo nas áreas em que as alças do sutiã fazem contato direto com a pele, podendo até mesmo ocasionar lesões à pele.

Essa condição também pode afetar bastante a coluna da paciente, causando dores e resultando em má postura. A mamoplastia redutora além de reduzir as insatisfações físicas e incômodos estéticos traz enorme ganho em termos psicológicos, na autoestima das pacientes, qualidade de vida e saúde, principalmente para as mulheres mais jovens.

Para a realização da mamoplastia, o desenvolvimento mamário já deve estar completo, pode ser realizada a partir dos 16, 17 anos. A indicação para a cirurgia de mamoplastia depende da avaliação do cirurgião plástico. 

Geralmente, as pacientes que apresentam gigantomastia, condição em que o peso superior a um quilo pode ser removido de cada mama, são candidatas à mamoplastia redutora.

A cirurgia também pode ser indicada para mulheres com mamas com enorme grau de flacidez, bem como mulheres que desejem ter seios de tamanho menor.

Tem duração média de até 3 horas. É realizada através de uma incisão em formato invertido de letra T, da aréola ou ainda em forma da letra L, isso será ditado pelo nível de flacidez de cada mama.

Em seguida, o cirurgião plástico remove a gordura, pele e também tecido glandular em excesso, as mamas são reduzidas, levantadas e remodeladas para obter uma silhueta e colo mais desenhado e harmônico, só após essa restruturação a sutura é realizada. A área da aréola também pode ser reduzida nesse procedimento. 

A forma mais segura é a anestesia geral, mas também pode ser realizada com anestesia local e sedação.

Os cuidados após a cirurgia são essenciais para a excelência dos resultados, a paciente deve evitar esforço físico e movimentos bruscos durante o pós-operatório, por pelo menos 2 semanas. Somente retornar a atividades como academia e exercícios, após liberação do cirurgião plástico que realizou o procedimento.

O uso do sutiã cirúrgico deve ser feito por mais ou menos 1 mês, e por igual período não deve deitar-se de bruços e nem levantar muito os braços. Quando à alimentação, não há grandes restrições, mas deve ser equilibrada.

Siga-nos nos Instagram: