Rinomodelação

Tempo de leitura: 3 minutos

O que é a rinomodelação?

A rinomodelação é conhecida técnica de correção estética feita através de preenchimento com ácido hialurônico, com evidência imediata de resultados. Como qualquer outro procedimento, deve ser administrado por um profissional apto e experiente, nesse caso por cirurgião plástico ou dermatologista.

Promove resultados menos evidentes que uma rinoplastia, essa técnica de preenchimento no nariz objetiva a correção de imperfeições do contorno do nariz ou para correção de uma cirurgia de rinoplastia realizada anteriormente.

Como é feita a rinomodelação?

O procedimento de rinomodelação é feito após avaliação do perfil anatômico facial do paciente e harmonia dos traços do mesmo em consulta, após a aplicação de anestesia local. Dependendo do caso de cada paciente, é possível que haja necessidade de mais aplicações.
O preenchimento é injetado em pequenas quantidades, com pouca pressão, com duração em média de meia hora. O procedimento é muito bem tolerado e de quase ou nenhuma dor, sendo utilizado creme anestésico prévio.

Quais as substâncias utilizadas no preenchimento da rinomodelação?

As substâncias utilizadas na rinomodelação são geralmente as que podem ser absorvidas pelo corpo, desse modo são mais seguras, como a hidroxiapatita de cálcio e o ácido hialurônico. O ácido hialurônico é o mais utilizado, pois o corpo humano já o produz, sendo a sua aplicação a mais segura para os pacientes.

Quando a rinomodelação é indicada?

É um procedimento altamente indicado para pacientes que tenham queixas relacionadas ao formato do nariz. A rinomodelação também pode oferecer bons resultados em relação a assimetria do nariz e como a ponta do nariz se projeta, podendo deixá-la mais empinada.
Pacientes com queixas mais complexas como as relacionadas a ossos nasais salientes, são pacientes indicados para cirurgia de rinoplastia, pois esses casos demandam a fratura dos ossos pelo cirurgião plástico. O mesmo se aplica aos pacientes com pele muito grossa ou a ponta nasal sem definição, como se observa em narizes negróides.

Como é a recuperação do paciente após aplicação do preenchimento na rinomodelação?

A rinomodelação é uma técnica estética não invasiva, não requer afastamento do paciente de suas atividades normais de trabalho ou estudo. Os pacientes em geral sentem pouca dor e relatam pequenos inchaços nos locais da aplicação logo nos momentos seguintes.
No entanto, na recuperação o paciente deve evitar situações que possam provocar traumas onde o preenchimento foi aplicado.

Não é aconselhável que o paciente use óculos nos primeiros dias após o procedimento, faça exercícios mais pesados ou exponha-se ao sol. Para a hora de dormir, recomenda-se que o paciente deite-se com elevação da cabeça.

Qual a duração dos resultados da rinomodelação?

O tempo médio de duração dos resultados desse procedimento é de até 2 anos, quando se utiliza ácido hialurônico de alta densidade. A qualidade do resultado está diretamente ligada a experiência do cirurgião, a delicadeza da infitração do preenchedor e a qualidade do mesmo.

Qualquer paciente se submeter a rinomodelação?

O procedimento de rinomodelação não é indicado para pacientes que:
– Tenham alergia a substância ou componentes da fórmula do preenchimento;
– Mulheres gestantes ou que estejam amamentando;
– pacientes que tenham doenças autoimunes ou que apresentem quando infeccioso no local onde o produto será aplicado;
– Pacientes que estejam com quadro de gripe ou similar.

O dr Iran Sanches é especialista em rinoplastia, com experiência de muitos anos em cirurgia plástica e foco em rinoplastia.

Esse tópico o ajudou? Alguma dúvida adicional?

Entre em contato com nossa equipe e agende um horário, estamos à sua disposição!

Cirurgias Faciais, Cirurgias Corporais e Procedimentos Estéticos - Dr. Iran Sanches

CRM – 64705
Cirurgia Geral RQE – nº 13043
Cirurgia Plastica RQE –  nº 13401

Especialista em Rinoplastia e Cirurgia Plástica
Formado em Medicina em 1987 pela Universidade Federal do Paraná, concluiu residência de Cirurgia Geral credenciada e reconhecida pelo MEC em 1989 e em Cirurgia Plástica em 1992, reconhecida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Já em 1992 foi aprovado em exames de provas e de curriculum, tendo recebido Título de Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, registrado pelo CREMESP, e pelo Conselho Federal de Medicina.

Em 1996 realizou curso de Cirurgia Plástica na New York University e no Manhattan Eye, Ear & Throat Hospital.
Em 2003 cursos no Mount Vernon Hospital, Northwood e no St. Thomas Hospital em Londres. Em 2012 no Lenox Hill Hospital em NY fellowship em cirurgia facial e foco em rinoplastia. Complementação da formação no Langone Medical Center da New York University.

Em 2016 ascensão a Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, com a apresentação do trabalho “Rinoplastia: Uma análise retrospectiva”. Esse trabalho científico é baseado na análise de 775 pacientes submetidos a Rinoplastia, entre 1993 e 2015, revelando importantes aspectos dessa casuística.

Anatomista convidado para ministrar vários cursos no MARC (Miami Anatomical Research Center) em anatomia associada a cirurgia facial e procedimentos faciais minimamente invasivos.

Participando com frequência de congressos científicos nacionais e internacionais, se mantem sempre atualizado com as últimas técnicas e procedimentos em Cirurgia Plástica, para proporcionar o melhor tratamento aos pacientes, sempre dentro de altos critérios ético-científicos.