Qual o tamanho ideal para a protese de silicone

Tempo de leitura: 2 minutos

Entenda como escolher o formato ideal para o seu corpo.

Realizada com finalidade de corrigir imperfeições, aumentar a autoestima e melhorar a aparência, a cirurgia para implante de próteses de silicone nos seios é uma das mais comuns no mundo, sobretudo no Brasil, o nosso país perde apenas para os Estados Unidos em número de cirurgias estéticas.

Com o passar dos anos a tecnologia envolvida nos materiais assim como as técnicas cirúrgicas evoluíram bastante, os formatos e modelos foram diversificados, mas muitas pacientes ainda têm dúvida sobre qual tamanho de prótese escolher. Essa decisão leva em conta alguns fatores, são eles:

    • Altura da paciente
    • Tamanho do tórax, levando em conta proporção entre largura a altura do mesmo
    • Tamanho da mama que a paciente possui
    • Textura da pele da paciente
    • Distância entre os mamilos
    • Desejo da paciente

O cirurgião sério e ético deve buscar o equilíbrio entre esses pontos, principalmente aliando as expectativas da paciente com as reais possibilidades dentro da cirurgia, frisando harmonia física da paciente para que futuramente os resultados não venham a ter efeito contrário do esperado, que é principalmente a melhora na aparência.

Algo que também deve ser conversado entre médico e paciente diz respeito as mudanças pelas quais a mama irá passar após a cirurgia. Até um mês após a cirurgia, o inchaço é grande, é comum que haja assimetria entre as mamas e os mamilos podem ficar levemente para baixo nesse momento de acomodação da prótese na pele.

Entre o primeiro e o terceiro mês, a mama operada ainda apresenta inchaço, mas bem menos considerável. Um ano após a cirurgia, a mama chega em seu resultado definitivo, no que se refere a cicatriz, volume, forma e aparência da pele da mama.

Todas essas questões são debatidas e explicadas de forma sincera em consulta.O objetivo é sempre realçar a beleza natural da paciente, deixando-a mais satisfeita consigo mesma.Nós gostamos de nos inspirar e comparar com alguém que admiramos, seja uma amiga ou uma atriz famosa, mas os resultados nunca serão iguais, é muito importante que a paciente tenha em mente que cada corpo é único.

Cirurgias Faciais, Cirurgias Corporais e Procedimentos Estéticos - Dr. Iran Sanches

CRM – 64705
Cirurgia Geral RQE – nº 13043
Cirurgia Plastica RQE –  nº 13401

Especialista em Rinoplastia e Cirurgia Plástica
Formado em Medicina em 1987 pela Universidade Federal do Paraná, concluiu residência de Cirurgia Geral credenciada e reconhecida pelo MEC em 1989 e em Cirurgia Plástica em 1992, reconhecida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Já em 1992 foi aprovado em exames de provas e de curriculum, tendo recebido Título de Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, registrado pelo CREMESP, e pelo Conselho Federal de Medicina.

Em 1996 realizou curso de Cirurgia Plástica na New York University e no Manhattan Eye, Ear & Throat Hospital.
Em 2003 cursos no Mount Vernon Hospital, Northwood e no St. Thomas Hospital em Londres. Em 2012 no Lenox Hill Hospital em NY fellowship em cirurgia facial e foco em rinoplastia. Complementação da formação no Langone Medical Center da New York University.

Em 2016 ascensão a Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, com a apresentação do trabalho “Rinoplastia: Uma análise retrospectiva”. Esse trabalho científico é baseado na análise de 775 pacientes submetidos a Rinoplastia, entre 1993 e 2015, revelando importantes aspectos dessa casuística.

Anatomista convidado para ministrar vários cursos no MARC (Miami Anatomical Research Center) em anatomia associada a cirurgia facial e procedimentos faciais minimamente invasivos.

Participando com frequência de congressos científicos nacionais e internacionais, se mantem sempre atualizado com as últimas técnicas e procedimentos em Cirurgia Plástica, para proporcionar o melhor tratamento aos pacientes, sempre dentro de altos critérios ético-científicos.